16 de dezembro de 2011

NÃO ENTENDO, NÃO ENTENDO - Por João Bitu

Pelas ruas da cidade andava um louco dizendo:
Com toda sinceridade não entendo, não entendo.
Se alguém lhe perguntava, o que não entendeis?
Erguia a face sorrindo e respondia com altivez.

Donzelas são sempre puras,
Casadas procedem bem,
Viúvas são criaturas
Que não dão o que é seu a ninguém,

No entanto os Hospitais de crianças
Vão se enchendo.
Quem fabrica essas crianças,
NÃO ENTENDO, NÃO ENTENDO!

*******************************
Reflexão e autoria de autor ignorado.

Postada por
João Bitu

Um comentário:

  1. Estou confirmando a autoria desta. Espero ter uma resposta em breve.

    ResponderExcluir